Cerca de 5 milhões de brasileiros são veganos, segundo estimativas da Sociedade Vegetariana Brasileira baseada em dados do IBOPE. Ainda assim, nós, veganos, encontramos dificuldades de comer fora de casa, diz petição.

Vegetarianos e veganos do Brasil podem em breve ter uma nova opção de sanduíche que atende àsua escolha em mais de 2 mil lojas pelo Brasil.

assinar

 

Dezenas de milhares de vegetarianos, veganos e simpatizantes estão fazendo esse pedido ao Subway Brasil - assinando embaixo da história de Mônica Buava, vegana e autora da petição, e apoiadas pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e por ONGs parceiras. A rede já oferece sanduíches com proteína vegetal em outros países como Estados Unidos, Índia, Suécia, Austrália e França. Desde 2014 o Subway Brasil diz que vai lançar um sanduíche vegano. Mas, até hoje, não há nenhuma previsão oficial de quando isso poderia acontecer. 
A petição pode ser acessada no link www.change.org/subwaybrasil.

"Já somos 5 milhões de veganos no Brasil e, enquanto várias lanchonetes de bairro já têm deliciosos sanduíches veganos nos seus cardápios, o Subway continua sem uma boa opção para nós. Não adianta a empresa dizer que o sanduíche que está no cardápio como 'vegetariano' é uma boa opção: tire o queijo e terá um belo pão com salada (sem graça e sem proteína)", critica Mônica no texto da petição.

Mônica tem intolerância à lactose e é vegana há 12 anos, mas sabe que o mundo não vai tornar-se vegano da noite para o dia. ”Não estamos pedindo para o Subway virar vegano como um todo. Tudo o que estamos pedindo é que essa crescente fatia da população, da qual faço parte, tenha uma boa opção para comer quando vai a uma das 2.096 unidades do Subway espalhadas pelo Brasil”.

Por motivações éticas, ambientais e de saúde, mais e mais pessoas têm se tornado vegetarianas e veganas. Todos estão percebendo isso - no seu trabalho, na sua escola, na sua família. E é o que os números mostram também”, argumenta Ricardo Laurino, Presidente da SVB. “As pessoas não estão pedindo para eles lançarem um produto que não tem demanda. Pelo contrário, existe uma imensa demanda, carente de opções. Crescimento do interesse por produtos veganos no Brasil. Segundo o Google Trends, entre Jan/2012 e Jul/2016, as buscas na internet pelo termo "vegano" no Brasil aumentaram 1000% (mil por cento). A SVB explica que isso reflete o que já ocorre em outros países como o Reino Unido, onde houve crescimento de 360% no número de veganos no país na ultima década (2005-2015). Nos Estados Unidos, o número de veganos dobrou em 6 anos (2009-2015).

No Brasil, empresários do setor ouvidos pela Folha de São Paulo em julho deste ano afirmaram que o crescimento do mercado de produtos veganos tem sido da ordem de 40% ao ano, apesar da crise.

Há outro público que seria atendido por uma boa opção vegana. Além dos veganos e simpatizantes, cerca de 70% dos adultos brasileiros têm algum grau de intolerância à lactose .

No final de 2015, o Burger King lançou no Brasil um lanche sem carne - porém, por conter um hambúrguer recheado de queijo, o produto é inadequado para o público vegano. Um tiro no pé”, argumenta Ricardo Laurino, que diz que a marca “poderia ter contemplado milhões de outros consumidores se não tivesse colocado o queijo ali".

Sobre a Sociedade Vegetariana Brasileira

Fundada em 2003, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) promove o vegetarianismo como uma opção alimentar ética, saudável e sustentável. Por meio de campanhas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo político, a SVB realiza a conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo, e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços vegetarianos. Saiba mais:www.svb.org.br

Receba as novidades!

 
 

Receitas

Midia

Scroll to top