A SVB interveio junto ao INEP (autarquia do MEC responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM) solicitando retificação e esclarecimentos a respeito de uma questão apresentada aos alunos no ENEM 2014 que afirma, em seu enunciado, que uma dieta sem carne e derivados gera déficit nutricional.

Muitos alunos que realizaram o ENEM se mostraram indignados com a redação do enunciado, que fortalece e perpetua o preconceito a respeito da alimentação vegetariana como se ela fosse uma alimentação nutricionalmente insuficiente.

Acionada por seus filiados, a SVB decidiu intervir para exigir retratação, visando evitar novas ocorrências de tamanho equívoco em provas futuras e em publicações do governo em geral.

Na justificativa do ofício enviado pela SVB ao INEP, o Dr. Eric Slywitch, Diretor do Departamento de Medicina e Nutrição da SVB, argumentou:

O reino vegetal contém todos os aminoácidos essenciais em quantidades ótimas para a saúde humana.

A retirada da carne da dieta, segundo cálculos feitos sobre o material ofertado do Ministério da Saúde (versão anterior, que fornecia sugestões de porções), sobre composição alimentar saudável, demonstram que a retirada da carne do cardápio, sem colocar nada em sua substituição, ainda oferta quase 10 gramas de proteína acima do que um homem de 70 kg necessita e TODOS os aminoácidos essenciais ainda ultrapassam, com boa margem de segurança, a necessidade desse indivíduo, conforme demonstrada pelos cálculos a seguir. O cálculo é feito para um homem de 70 kg, que necessita 2100 kcal/dia (30 kcal/kg/dia) e 56 g de proteína/dia (0,8 g/kg/dia).

Outras informações e tabelas foram acrescentadas no ofício para corroborar o argumento e demonstrar por evidências científicas claras que a questão do ENEM 2014 incorreu em um equívoco grave e danoso para a correta informação da população a respeito do vegetarianismo.

O INEP enviou ofício de resposta à solicitação da SVB, alegando que "não houve a intenção de perpetuação de qualquer equívoco ou preconceito contra a dieta vegetariana" e que entendem que "não há motivo para retificação da questão".

A SVB recorrerá, reiterando a necessidade de nota pública de esclarecimento.

Receba as novidades!

Receitas

Midia

Scroll to top